Setor
09/03/2020
Escrito por Comunicação ABIA
ABIA mostra a importância da ciência e da segurança dos alimentos na ANUFOOD Brazil

Evento começou nesta segunda-feira (9) com grande participação das empresas brasileiras

Na manhã desta segunda-feira (9) começou a segunda edição da ANUFOOD Brazil, no pavilhão de exposições São Paulo Expo, na capital paulista. Com mais de 400 marcas expositoras nacionais e internacionais e uma previsão de receber mais de 10 mil visitantes, o evento integra segmentos importantes da cadeia de alimentos e reúne profissionais da indústria alimentícia, de estabelecimentos do food service, distribuidores, atacadistas e supermercadistas.

A ABIA participou da solenidade de abertura, ao lado de autoridades e representantes do setor. Para o presidente executivo da ABIA, João Dornellas, a indústria de alimentos é uma das grandes impulsionadoras da economia brasileira. De acordo com o executivo, para 2020 o desafio é encontrar soluções para toda a cadeia produtiva continuar crescendo com sustentabilidade.

“O Brasil é o segundo maior exportador de alimentos industrializados do mundo. Neste ano, o cenário econômico brasileiro, lastreado na retomada do consumo do mercado interno, mostra-se favorável, com crescimento projetado pelo Banco Central com piso superior à 2%. Mantida a perspectiva de crescimento da economia brasileira, no cenário realista, com piso de 2% e o bom desempenho da safra agrícola acima do ano anterior, a indústria de alimentos poderá alcançar um crescimento entre 2,5% e 3,5% nas vendas reais com geração positiva no saldo de empregos em 2020”, destacou.

Congresso Anufood Brazil 2020

Abrindo a programação da feira, o Congresso Anufood Brazil 2020 abordou temas como desafios do agro brasileiro, perspectivas da economia global e para a agroindústria nacional. Debateu tendências sobre o consumo de alimentos no Brasil e no mundo, assim como o papel da legislação no setor produtivo. Este último foi o tema do quarto painel do dia, que teve a participação de João Dornellas (ABIA), Igor Castro (ABIR), Marcia Terra (Sban) e Alessandra Bastos (Anvisa).

A apresentação da ABIA relembrou a história dos alimentos, sua importância na evolução da humanidade e o importante papel da ciência e dos alimentos industrializados nessa jornada. “A ciência e o progresso permitiram que a expectativa de vida passasse dos 30 anos, do homem primitivo, para os 80 anos que temos hoje, e a alimentação foi fundamental nesse processo”, comentou Dornellas.

O presidente executivo da ABIA falou sobre a regulação no setor, as recomendações e diretrizes internacionais, as iniciativas voluntárias da indústria dentro do contexto da autorregulamentação e a relevância da Análise de Impacto Regulatório feita com base em evidências científicas.

 





COMPARTILHE
 
VOLTAR