Home - Notícias - Releases
Releases
05/07/2018
Escrito por Comunicação ABIA
Impactos da greve dos caminhoneiros na produção da indústria de alimentação em maio

Levantamento realizado pela Associação Brasileira de Indústrias de Alimentação (ABIA) revela uma queda da produção física (em volume) de -16,04% em maio frente ao mês anterior, conforme se pode constatar na “Pesquisa Conjuntural Principais indicadores do Setor”, divulgada por esta entidade nesta quarta-feira, dia 4 de julho de 2018.

Tal expressivo percentual negativo, apontado pela ABIA, converge com dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), também nesta quarta-feira (4), que revelam um recuo de -10,9% na produção industrial brasileira em maio ante abril, evidenciando os impactos deletérios da greve nacional dos caminhoneiros para a economia brasileira. A indústria de alimentos foi o terceiro ramo produtivo mais afetado pela paralisação de longos 11 dias, resultando numa queda de -17,1% em maio em relação a abril, segundo o IBGE.

Na oportunidade, a ABIA alerta sobre os impactos decorrentes da greve e do tabelamento de fretes mínimos, impondo custos para a cadeia produtiva e de distribuição, que poderão incorrer na continuidade da quebra de produção e perdas de empregos.

A “Pesquisa Conjuntural Principais indicadores do Setor”, realizada pela ABIA, se encontra em sua íntegra no link https://www.abia.org.br/vsn/anexos/Pesquisa05-2018.pdf.

 





COMPARTILHE
 
VOLTAR