15/03/2019
Escrito por ANUFOOD Brazil

Presença de público qualificado marca 1ª edição da ANUFOOD Brazil

Em parceria com a ABIA e a FGV, primeira edição da feira reuniu 7.395 visitantes

Corredores cheios e grande volume de visitantes de todo o Brasil. Assim foi a primeira edição da ANUFOOD Brazil – Feira Internacional Exclusiva para Alimentos e Bebidas, que trouxe para o país um modelo que é referência em eventos para a indústria de alimentos em todo o mundo. A ANUFOOD é inspirada na ANUGA, maior feira de alimentos do mundo e realizada há mais de um século na Alemanha – e assim como sua versão original, foi organizada e promovida pela Koelnmesse.

O evento aconteceu no São Paulo Expo, entre os dias 12 e 14 de março, e reuniu 7.395 visitantes e 200 marcas expositoras de 20 países. Entre os compradores presentes, representantes de grandes redes como Grupo Casino, Carrefour, Walmart, Grupo St. Marché e redes regionais de todos os estados brasileiros. O evento atendeu a compradores buscando bons negócios tanto para o mercado interno quanto para exportações.

“É impossível não definir esta primeira edição como um sucesso. As atrações estiveram cheias, entre elas nosso congresso, em parceria com a FGV – Fundação Getúlio Vargas e a ABIA – Associação Brasileira da Indústria de Alimentos. Estamos felizes também com a Rodada de Negócios, organizada em parceria com a Promoex e o patrocínio da MSC, com compradores internacionais. Foram mais de 1.000 reuniões realizadas. Esse é um projeto muito importante, que será ampliado na próxima edição. Conseguimos trazer mais de 40 compradores internacionais”, diz o diretor-geral da Koelnmesse, Cassiano Facchinetti.

Ao longo de sua programação, a ANUFOOD Brazil também recebeu a presença da Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, e Gustavo Junqueira, Secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento de São Paulo, que já confirmaram seu apoio e compromisso para as próximas edições.

Roberto Rodrigues, coordenador do Centro de Estudos do Agronegócio da Fundação Getúlio Vargas (GV Agro) avalia que a feira “é extraordinariamente importante para o Brasil. Nosso país é conhecido no mundo inteiro, hoje, como um grande distribuidor de alimentos. Mas isso vai muito mais do que commodities agrícolas. É preciso agregar valor. E mostrar ao mundo que o Brasil tem uma rede de alimentos sólida, competitiva, eficiente e com produtos sustentáveis. Isso é essencial. E a ANUFOOD é isso: uma vitrine da tecnologia industrial do Brasil que o mundo inteiro está conhecendo”.

Para Luis Madi, diretor institucional do ITAL (Instituto de Tecnologia de Alimentos), que organizou o Seminário Alimentos 2030, “a ANUFOOD Brazil possibilitou um espaço importante para o debate de propostas positivas e viáveis para o setor de alimentos e bebidas. Também tivemos a presença da ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, e do secretário estadual de Agricultura, Gustavo Junqueira, que mostra o apoio dos governos Estadual e Nacional à iniciativa. Foi um sucesso e já vamos começar a organizar a ANUFOOD 2020.”

De acordo com João Dornellas, presidente executivo da ABIA, “a ANUFOOD Brazil foi excelente em mostrar todos os players da cadeia produtiva de alimentos. Proporcionou três dias de conteúdo relevante para profissionais da área e consumidores, e o espaço de estandes estava rico na diversidade de produtos, conteúdos e demonstrações práticas, além de expor uma variedade de empresas estrangeiras. Certamente, o evento gerou um ambiente bastante propício e estimulador para investimentos e realização de negócios.”

A 2ª ANUFOOD Brazil será realizada de 09 a 11 de março de 2020, no São Paulo Expo.

Rotulagem de alimentos

Um dos temas do Congresso da ANUFOOD Brazil, a rotulagem nutricional teve amplo destaque e contou com palestra do diretor-presidente da Anvisa, William Dib, que qualificou como “marco histórico” a participação da sociedade na revisão das normas de rotulagem de alimentos em curso no Brasil.

"É um grande passo na direção de garantir aos consumidores condições de fazer escolhas sabendo o que estão consumindo", afirmou Dib. Ele participou do painel “A adequação das normas frente às exigências do consumidor”.

No mesmo painel, o presidente do Conselho da ABIA - Associação Brasileira da Indústria de Alimentos, Wilson Mello, reforçou a importância da revisão da rotulagem nutricional para o setor produtivo. "Há consenso sobre a necessidade de melhoria nos rótulos dos alimentos. “A questão é como fazer isso da melhor forma”, disse.

Mello lembrou que o modelo de rótulo baseado no uso das cores do semáforo, sugerido pela Rede Rotulagem, registrou preferência de 7 em cada 10 brasileiros em pesquisa realizada pelo Ibope. A Rede Rotulagem é composta por 20 entidades ligadas à indústria da alimentação. “A Anvisa tem competência e autoridade para definir as novas normas de rotulagem e o compromisso do setor é o de contribuir para o melhor resultado”, concluiu o presidente da ABIA.