08/08/2017
Escrito por Comunicação/ ABIA

Alimento Solidário arrecada 310 toneladas e beneficia mais de 180 mil pessoas

O programa completou 3 meses com mais de 960 instituições atendidas em São Paulo

Em 90 dias o Alimento Solidário superou a meta anunciada em seu lançamento, que foi de 222 toneladas. O programa arrecadou 310 toneladas de alimentos e contribuiu para o complemento do cardápio de 68 Casas de Acolhida da capital paulista, beneficiando 14 mil pessoas que vivem em situação de rua.

As doações também chegaram para mais 901 instituições sociais cadastradas no Mesa Brasil e na ONG Banco de Alimentos, os parceiros do Programa, que atuam no combate à fome e ao desperdício de alimentos há mais de 20 anos. Com isso, mais de 180 mil pessoas foram beneficiadas com a doação de arroz, produtos lácteos, biscoitos doces e salgados, bolo, sucos, néctares, café, água mineral, água de coco, achocolatado, leite em pó, cereais, entre outros.

“As indústrias de alimentos respondem rapidamente às demandas da comunidade e têm consciência de sua responsabilidade social”, afirmou o presidente da ABIA, Edmund Klotz. Para o Mesa Brasil Sesc São Paulo, a parceria trouxe resultados excelentes.

“O Programa Alimento Solidário trouxe maior volume e maior variedade de alimentos, possibilitando um maior alcance para o nosso atendimento”, contou Luciana Curvello, coordenadora estadual do Mesa Brasil Sesc São Paulo.

Para Luciana Quintão, presidente da ONG Banco de Alimentos, o programa permite que as instituições tenham acesso a alimentos que não teriam oportunidade de comprar e também representam algo maior. “Essa parceria traz algo de novo, que é trazer o combate ao desperdício de alimentos para a cena cotidiana da cidade e da gestão política”, afirmou.

Sobre o Alimento Solidário

O Programa é o resultado da parceria entre a Prefeitura de São Paulo, as indústrias de alimentos representadas pela ABIA (Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação), o Mesa Brasil Sesc São Paulo e a ONG Banco de Alimentos. Trata-se de uma iniciativa que tem o objetivo de arrecadar alimentos para complementar as refeições servidas nas instituições da Prefeitura e que também beneficia outros projetos sociais que atendem pessoas em situação de vulnerabilidade social e insegurança alimentar.

Mesa Brasil SESC São Paulo

Ação social e educativa criada em 1994 pelo SESC São Paulo. Conta com 700 empresas doadoras, 900 instituições receptoras, média mensal de 400 toneladas de alimentos arrecadados e cerca de 160 mil pessoas assistidas em 50 municípios.

ONG Banco de Alimentos

Associação civil fundada em 1998 pela economista Luciana Chinaglia Quintão que atua no combate à fome e ao desperdício de alimentos. A ONG conta com 46 empresas doadoras, 41 instituições sociais receptoras, média mensal de 40 toneladas de alimentos arrecadados e 22 mil pessoas assistidas na capital e Grande São Paulo.

Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA)

Fundada em 1963, a ABIA representa hoje mais de 70% do setor em valor de produção. Sua principal missão é atuar como interlocutora das empresas associadas com instituições públicas e privadas, governo e órgãos internacionais.

As atividades da associação estão voltadas a assegurar uma legislação adequada às constantes evoluções tecnológicas do alimento processado; incentivar o uso de melhores técnicas de produção; promover o fortalecimento econômico-financeiro do setor e estimular o desenvolvimento sustentável da indústria da alimentação no Brasil, com ações focadas e alinhadas às necessidades do consumidor.