04/05/2015
Escrito por ABIA

Autoridades e Empresários debatem soluções do Setor no 3º Fórum Brasileiro da Indústria de Alimentos

Autoridades e Empresários debatem soluções do Setor no 3º Fórum Brasileiro da Indústria de Alimentos
 
Evento promovido pelo LIDE em Goiânia, teve o objetivo de propor ações relativas à qualidade, produção e agregação de valor na cadeia produtiva dos alimentos
 
Nesta edição, o Fórum teve por foco aspectos ligados à produção, qualidade, embalagem, agregação de valor, marketing e logística de alimentos. Participaram da abertura do evento, além do governador de Goiás e de João Doria Jr, o presidente da Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA), Edmundo Klotz, os ex-ministros Roberto Rodrigues, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e Luiz Fernando Furlan, do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior e presidente do LIDE INTERNACIONAL, além de André Rocha, presidente do SIFAEG – Sindicato da Indústria de Fabricação de Etanol do Estado de Goiás.
 
Em sua apresentação, o presidente do Instituto de Tecnologia de Alimentos (ITAL), Luis Madi, ressaltou a distorção de imagem que existe entre os produtos industrializados, como uma das causas de problemas como a obesidade. Para o executivo, a mudança de hábitos da população, com a falta de atividades físicas no cotidiano é o principal vilão do ganho de peso. “Estamos comendo a mesma quantidade de alimento e não gastamos a energia.
 
Sobre “O Desafio de Agregar Valor”, o vice-presidente de Relações com Investidores, Comunicação e Sustentabilidade da Bunge, Marcus Tavares, levantou a questão tributária como um dos maiores entraves para o processo de agregação de valor às exportações de commodities e defendeu a aplicação de accountability, ou prestação de contas, durante as negociações com o mercado internacional.
 
Já o presidente da Associação Brasileira de Marketing Rural & Agronegócio (ABMR&A), Daniel Baptistella, falou sobre o “Marketing dos Alimentos” e citou as campanhas de comunicação de empresas, como ferramentas que auxiliam na geração de credibilidade para toda a cadeia produtiva. “O Brasil é um dos maiores produtores mundiais de fruta, entretanto, exportamos pouco e não temos uma marca forte. Também há espaço muito importante para se criar valor até nos produtos básicos”, acrescentou o ex-ministro, Furlan.
 
Após o encerramento dos debates nos painéis, foram entregues os Prêmios ABIA-LIDE, cerimônia que contou com a presença dos ministros da Fazenda, Joaquim Levy, e da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aldo Rebelo, e homenageou empresas de destaque no campo da Alimentação, nas categorias Desenvolvimento de Canais de Distribuição; Eficiência em Comunicação e Marketing; Inovação em Produtos; e Melhores Práticas da Produção. Foi concedida ainda homenagem especial ao presidente da ABIA, Edmundo Klotz.
 

Veja Mais