Diretor-geral da FAO é homenageado pela ABIA

O diretor-geral da FAO (Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação) José Graziano da Silva, foi homenageado pelo presidente da Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA), Edmundo Klotz, durante almoço realizado nesta sexta-feira (22/8), no Jockey Club de São Paulo. O ministro da Saúde, Arthur Chioro e o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, compareceram à cerimônia. Graziano destacou que a indústria de alimentos representa 10% do PIB e 30% dos empregos no Brasil e é referência mundial pela qualidade no processo de produção, além de enfatizar que a FAO e a ABIA hoje possuem três grandes metas: "erradicar a fome, combater as doenças crônicas não transmissíveis e acabar com o desperdício de alimentos no mundo". Klotz, enfatizou que os desafios enfrentados por Graziano, à frente da FAO, na luta contra a fome, faz parte do trabalho da ABIA em equalizar este problema no País.o ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias, compareceram à cerimônia, além da presença de lideranças políticas e empresariais. Graziano destacou que a indústria de alimentos representa 10% do PIB e 30% dos empregos no Brasil e é referência mundial pela qualidade no processo de produção, além de enfatizar que a FAO e a ABIA hoje possuem três grandes metas: erradicar a fome, combater as doenças crônicas não transmissíveis e acabar com o desperdício de alimentos no mundo. O presidente da ABIA, Edmundo Klotz, enfatizou que os desafios enfrentados por Graziano, à frente da FAO, na luta contra a fome, fazem parte do trabalho da ABIA em equalizar este problema no País.

A indústria de alimentos

A indústria de alimentos representa 10% do PIB e 30% dos empregos no Brasil e é referência mundial pela qualidade no processo de produção, afirmou o diretor geral da FAO, José Graziano Silva, ao ser homenageado pela Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA). E enfatizar que a FAO e a ABIA hoje possuem três grandes metas: "erradicar a fome, combater as doenças crônicas não transmissíveis e acabar com o desperdício de alimentos no mundo".

Indústria de alimentos retira 1,3 mil toneladas de sódio de produtos

Fabricantes de alimentos conseguiram reduzir a presença de sódio em 11% em pães de forma e bisnaguinhas e em 15% em macarrões instantâneos, no período entre 2011 e 2012. Com a redução, estima-se que 1.295 toneladas de sódio tenham sido retiradas dos produtos. Os números foram divulgados nesta terça-feira (12) pelo Ministério da Saúde.
Estes são os primeiros resultados de um acordo de cooperação entre Ministério da Saúde e a Abia (Associação das Indústrias da Alimentação) para redução do sódio em alimentos industrializados. Entre 2011 e 2013, a pasta firmou quatro termos de compromisso com a associação que representa os fabricantes de alimentos processados. O resultado em outras categorias, das 16 inclusas no pacto, serão apresentados no final do ano.

clique aqui

Setor da indústria da alimentação se reune com a presidenta Dilma Roussef

No último dia 28 de junho, empresários e representantes de diversas entidades setoriais (inclusive o Presidente da ABIA - Edmund Klotz), se reuniram com a Presidenta Dilma Roussef, quando medidas de política industrial forma anunciadas pelo Ministro da Fazenda, Guido Mantega.